BALBI E CHATFIELD SÃO DESTAQUES DA TERCEIRA ETAPA DO PRO TORK BRASILEIRO DE MOTOCROSS

18/07/2011 12:46

 Balbi e Chatfield são destaques da terceira etapa do Pro Tork Brasileiro de Motocross

Os pilotos Antônio Jorge Balbi Júnior (MX1) e Adam Chatfield (MX2) foram os destaques da terceira etapa do Pro Tork Brasileiro de Motocross. A dupla saiu vencedora nas corridas deste domingo, que tiveram como palco o tradicional Motódromo Arthur Jachowicz, em Canelinha (SC). Apaixonado por motociclismo, o público catarinense compareceu em peso e acompanhou ainda a vitória do piloto da casa Gustavo Henn (85cc).


Duda Parise (MX3), Marcos Moraes (230cc), Enzo Lopes (65cc) e Julio Cezar Xavier (MX4) também subiram no lugar mais alto do pódio. A quarta etapa do Pro Tork Brasileiro de Motocross será realizada nos dias 21 e 22 de agosto, em Anchieta (ES).

MX1 – A corrida da MX1, que fechou a programação do dia, envolveu muitas expectativas. O argentino Luis Correa largou na frente, mas foi bastante pressionado por Balbi, que conseguiu a ultrapassagem ao emendar o salto triplo na segunda volta. O mineiro não se sentiu ameaçado em momento algum e comemorou o resultado no pódio. “Estou muito feliz pelo excelente desempenho nessa corrida. Quero me manter focado no Brasileiro e na categoria MX1, que é a minha prioridade”, garantiu Balbi.

85cc – O catarinense Gustavo Henn fez a alegria das arquibancadas ao manter a liderança de forma invicta da categoria 85cc. O piloto liderou a de ponta a ponta e caminha a passos largos para o seu primeiro titulo no campeonato. “Esse é o meu segundo ano no Brasileiro, mas no ano passado fraturei o braço e não consegui fazer toda a temporada. Tenho treinado bastante e está dando certo. Quero agradecer o meu mecânico, que tem feito um ótimo trabalho”, lembrou Henn.

MX2 – Rodrigo Rodrigues fez o holeshot, enquanto Balbi e Hector Assunção caíram na largada e saíram nas últimas posições. Adam Chatfield assumiu a ponta logo na primeira volta, mantendo a vantagem até o final. Outro destaque foi Hector Assunção, que se recuperou e confirmou o quinto lugar do pódio.

O inglês ficou animado com a vitória, a primeira na temporada do Pro Tork Brasileiro de Motocross. “A corrida foi muito boa, fiz uma ótima largada. Estou feliz por ter conseguido este resultado e continuar vivo na briga pelo título”, explicou Chatfield. “Gosto bastante de Canelinha, é uma etapa que atrai um grande público apaixonado por motocross”, concluiu o piloto.

MX3 – Davis Guimarães largou na frente, mas na primeira volta já foi ultrapassado por Duda Parise. Milton Becker “Chumbinho”, Marcos Cordeiro e Massoud Nassar completaram o pelotão mais veloz. Duda imprimiu um forte ritmo e liderou até o final, abrindo grande vantagem a cada volta até a bandeirada.

“Vim para a etapa muito focado, já que tenho trabalhado bastante pelo campeonato. A queda que eu tive na prova do Rio Grande do Sul não estava nos planos, mas ainda bem que consegui recuperar aqui em Canelinha. Fiz um bom ritmo no início da prova, o que foi importante para o resultado”, disse o vencedor.

230cc – A categoria 230cc teve um desfecho completamente inesperado. Fabiano dos Santos liderou desde o começo e tinha boa vantagem quando sua motocicleta apresentou problemas a duas voltas do final, forçando o abandono da prova.

Marcos Moraes, que se manteve entre os quatro primeiros durante todo o tempo, aproveitou e deixa para embalar e vencer a prova. “A minha primeira vitória foi em Canelinha em 2009 e repetir este resultado é motivo de grande alegria. Espero ir tão bem como hoje na próxima etapa”, concluiu Moraes. 

65cc – Enzo Lopes conquistou mais uma vitória tranquila no Pro Tork Brasileiro de Motocross. Arthur Todeschini largou na frente, mas no final da primeira volta foi ultrapassado pelo atual líder invicto. Enzo tem trabalhado duro e os resultados estão na pista. “Vou treinar para melhorar ainda mais, principalmente nas curvas”, concluiu o jovem piloto.

MX4 – Chumbinho ficou muito perto de conquistar a terceira vitória consecutiva na MX4. Ele caiu logo na largada e ficou em último, mas imprimiu um ritmo alucinante e na metade da prova já estava em sétimo. Colou no ponteiro xxx, mas quando foi ultrapassar levou outra queda. “Por conta do terreno duro, a traseira da moto escapou duas vezes e eu caí. Apesar disso, fiz um ótima prova e estou feliz por manter a liderança da categoria”, explicou Chumbinho.

Resultados (clique aqui para conferir os resultados completos)   
Local: Motódromo Arthur Jachowicz, Canelinha (SC)

MX1 
1 - ANTONIO JORGE BALBI JUNIOR
2 - ADAM BRAIAN CHATFIELD
3 - MARCELLO FERREIRA DE LIMA
4 - LUIS CORREA
5 - EDUARDO FERREIRA LIMA

85cc 
1 - GUSTAVO HENN
2 - GUSTAVO PESSOA A
3 - KAIO MIRANDA
4 - ENZO LOPES
5 - FABIO DOS SANTOS

MX2 
1 - ADAM CHATFIELD
2 - JEAN RAMOS
3 - LUIS CORREA
4 - RAFAEL ZENNI
5 - HECTOR ASSUNÇÃO

65cc 
1 - ENZO LOPES
2 - ARTHUR TODESCHINI
3 - YURI CAMPELLO
4 - RENATO PAZ
5 - GABRIEL DELLA FLORA

230cc 
1 - MARCOS MORAES
2 - GERMANO VANDRESEN
3 - ISMAEL ROJAS
4 - NIVALDO VIANA
5 - RICHARD NUNES “PIABINHA”

MX3 
1 - DUDA PARISE
2 - MARCOS CORDEIRO
3 - MASSOUD NASSAR NETO
4 - DAVIS GUIMARÃES
5 - MILTON BECKER “CHUMBINHO”

MX4 
1 - JULIO CEZAR XAVIER
2 - MILTON BECKER
3 - MARLON OLSEN
4 - ANISIO ROBERTO CLASEN
5 - MARCO ANTONIO PAZ

O Pro Tork Brasileiro de Motocross tem patrocínio de Pro Tork e Rinaldi. A terceira etapa conta com apoio da Prefeitura Municipal de Canelinha, Moto Shop, Destak e Geração Motos, além de organização do Motoclube de Canelinha, realização da Federação Catarinense de Motociclismo e supervisão da Confederação Brasileira de Motociclismo.