AJP PR7 UM PRIMEIRO OLHAR

16/12/2014 22:59

AJP PR7 – um primeiro olhar

 

A marca portuguesa AJP, especialista em motos off-road, tem o orgulho de apresentar o seu novo protótipo: o PR7. Este novo modelo criará um nicho de mercado que AJP acredita que ainda não é explorado. O segmento trail tem sido um dos mais dinâmicos nos últimos anos, não só em termos de crescimento de vendas, mas também porque o número de modelos desenvolvidos e lançados em um passado recente pelos grandes fabricantes confirmaram que a comunidade motociclistica está aberta a novas propostas.

774ce6b80ba4b8524484e608bb0e9318_L

Consciente desta evolução do mercado, AJP decidiu que seu novo modelo deve reunir o melhor dos dois mundos. Dando aos aventureiros uma alternativa que apresenta todo o DNA e know-how da marca em off-road, eles desenvolveram uma moto capaz de percorrer grandes distâncias e proporcionar o prazer de pilotar em terrenos mais difíceis, mas também um bom conforto, boa autonomia e versatilidade.

O motor utilizado para alimentar a PR7 é o, já testado e aprovado, Minarelli monocilíndrico de quatro tempos, com uma capacidade de 659,7cc, refrigeração líquida e injeção eletrônica de combustível através de um corpo de borboleta de 44mm Mikuni – o mesmo usado nas XT 660 da Yamaha. O pico de potência de 48HP é obtido @ 6000rpm e com 58Nm de torque @ 5500rpm. Esta é uma unidade de potência capaz de boa aceleração em baixos a médios giros, um tranco imediato ao se acelerar que transforma todos os obstáculos em diversão, mas sem comprometer a tração ou o equilíbrio global da moto .

AJP_PR7_660_9356_1080

Isto é possível porque AJP desenvolveu para a nova geração da PR7 um quando de estrutura híbrida feito de alumínio e de aço. Agora ainda mais leve, compacto e rígido, ele usa dois mastros duplos leves aparafusados à mesa compacta, usada também como um reservatório de óleo. Com 1.532 milímetros de distância entre eixos, 300 milímetros de altura ao solo e 26,5 graus de ângulo de caster, a AJP PR7 é top de linha em termos de suspensões, mostrando um resistente garfo Marzocchi dianteiro invertido com ajuste completo, tubos internos de 48 milímetros e um generoso curso de 300 milímetros.

Na parte traseira, o braço oscilante em alumínio fundido é outra marca registrada da marca e sua articulação progressiva tira o máximo partido do choque traseiro Ohlins, dando 280 milímetros de curso total para o eixo. Os freios são bem dimensionados, com um disco de 300 milímetros na frente, operado por uma pinça de dois pistões, e um traseiro de 240 milímetros. Permitindo assim uma boa potência, mas especialmente a facilidade de uso e uma grande sensibilidade em terrenos de menor aderência.

AJP_PR7_660_9405_2-1080

Suas dimensões totais são compactas e todo mundo sabe o quão importante é ter uma moto onde você se sente confortável. Como em todos os outros modelos AJP, o tanque de combustível está localizado sob o assento, criando uma linha estreita. Porém essa centralização de massa não reduziu a capacidade do tanque, com um total de 17 litros de combustível. A tampa de combustível será localizada sob o assento.

Peso seco estimado estará abaixo de 155 kg, e será uma moto projetada para conquistar montanhas ou desertos em todo o mundo, usando as rodas tradicionais de uma trail de médio porte (90/90-21 e 140/80-18 nos pneus, dianteiro e traseiro, respectivamente), construída com os melhores materiais em termos de raios, aros e cubos.
A AJP PR7 estará disponível no final de 2015.

fonte: http://www.enduro21.com/
tradução livre: Equipe Tô Na Estrada