CASAL QUER CONHECER TODAS AS 295 CIDADES CATARINENSES DE MOTO

09/03/2013 00:00

 

Casal quer conhecer todas as 295 cidades catarinenses de moto

Em março, eles devem finalizar o roteiro que inclui 295 municípios de SC.
Eles também planejam conhecer todas as capitais e os extremos do país.

 

Casal deve terminar a viagem em março deste ano (Foto: Arquivo pessoal)

Casal deve terminar a viagem em março deste ano (Foto: Arquivo pessoal)

Uma vida sem rotinas, sem muitas responsabilidades e cheia de descobertas. Foi esta a escolha do casal Dolor Danúbio da Silva e Ângela Schmitt da Silva. Depois de criarem os filhos e passarem a administração da empresa para os três herdeiros, eles decidiram conhecer os quatro cantos do país e outras regiões do mundo a bordo de uma moto. Em julho de 1999, eles compraram uma Honda Valkyrie, ano 1998, e fizeram a primeira viagem. Agora, em março de 2013, se preparam para finalizar um roteiro que inclui a passagem por todos os 295 municípios de Santa Catarina

A vigem começou em julho do ano passado, e a primeira cidade do roteiro foi Itajaí. Ainda faltam 103 cidades, que devem ser visitadas a partir da próxima semana. Dolor, de 59 anos, conta que ainda não está na estrada porque aguarda a conclusão de um reparo na motocicleta.  “Devemos completar em dez dias porque faltam 103 municípios e os mais distantes já fizemos. Falta o Vale do Itajaí e uma parte do Oeste”, comenta. O projeto faz parte do grupo ‘Fazedores de Chuva’, do qual participam viajantes de todo o país. Para concluir esta etapa, devem ser tiradas fotografias em frente à Prefeitura de cada cidade visitada.

                                                                                                            Ângela e Dolor iniciaram o projeto em julho de 2012 (Foto: Arquivo pessoal)

Ângela e Dolor iniciaram o projeto em julho de 2012
(Foto: Arquivo pessoal)

Além desta expedição, o casal já se prepara para outros dois projetos: o ‘Bandeirante Fazedor de Chuva’, no qual se visita todas as capitais brasileiras, e o ‘Cardeal’, por onde eles vão visitar os quatro extremos do Brasil. Dolor e Ângela devem finalizar estas expedições ainda neste primeiro semestre. A data prevista para início da viagem é final de março. “No meio do caminho já temos alguns amigos que nos convidam a visitar a casa deles. Paramos em algumas cidades que temos vontade de visitar, conhecemos o pessoal, interagimos com as pessoas”, descreve Silva. Segundo o aventureiro, andar de motocicleta é algo que o casal “ama” e, por isso, ele incentiva outras pessoas a darem o primeiro passo.

Dolor e Ângela estão casados há 39 anos e juntos tiveram três filhos e quatro netos. Dolor afirma que as expedições de moto são um sonho comum, acalentado desde o início do casamento. “Nesse tempo todo que construímos nossa vida, fizemos junto uma confecção, trabalhamos juntos, sempre tivemos em mente, mais eu do que ela, a preocupação de ter uma contagem regressiva para que, quando tivermos nossos filhos criados, realizar essa vontade de viajar de moto”, comenta o empresário. 

A primeira expedição do casal foi entre 2002 e 2003, quando saíram do Ushuaia, na Argentina, e foram até o Norte do Alasca, nos Estados Unidos. Eles viajaram cerca de 75 mil quilômetros durante nove meses. Depois disso, eles já percorreram os Estados Unidos e países da América Latina e da Europa. Até março de 2013 já percorreram 460 mil quilômetros. “Não estou mais acostumado com a rotina. Nossa rotina é sair sem hora. É um privilégio o casal poder voltar um para o outro, depois da maturidade, depois de uma jornada de criar filhos. Ficar junto todo dia é ótimo”, finaliza Dalor