COM SOLO ABRASIVO, RALLY DOS SERTÕES EXIGE DESEMPENHO MÁXIMO DOS PNEUS

26/06/2013 20:57

Bento Gonçalves (RS) – O esperado briefing do Rally dos Sertões revelou na noite desta terça-feira em São Paulo (SP) todos os detalhes do roteiro da 21ª edição. O percurso terá 4.115 quilômetros, sendo 2.488 de trechos cronometrados (60% da prova) marcados por pedras e solo extremamente abrasivo, o que exige desempenho máximo dos pneus. A Rinaldi é o pneu oficial das motocicletas do Rally dos Sertões e está preparada para o desafio, acelerando ainda com os pilotos de sua equipe oficial. O evento será realizado de 25 de julho a 3 de agosto, com largada e chegada em Goiânia (GO).


A Rinaldi já mostrou sua qualidade no evento mais desgastante do país, tanto que o atual campeão das motos, Felipe Zanol, venceu utilizando a marca. Atualmente consultor técnico da fábrica gaúcha, ele marcou presença no briefing e emocionou pilotos, organização e imprensa. “Quero desejar boa sorte a todos e, na dúvida, acelera!”, disse o mineiro, que se recupera a passos largos de um grave acidente sofrido no final no ano passado.

Em 2013, o Team Rinaldi será representado novamente pelos irmãos Ramon e Moara Sacilotti e por Gregório Caselani. As novidades da equipe são Guilherme Cascaes, atual bicampeão brasileiro de enduro de regularidade, Guilherme Piva, Leandro Silveira e Ricardo Martins. Durante o Rally dos Sertões, a Rinaldi ainda irá apresentar ao público um produto especial aos praticantes da modalidade, o HE 42.

“Estou ansiosa e com muita adrenalina, não vejo a hora de acelerar. Sem dúvidas será um rali muito duro e bom de pilotar para as motos”, comentou Moara Sacilotti. “A escolha dos pneus será fundamental e o ponto forte do roteiro, mais uma vez, será o Jalapão. A minha dica é que todos curtam esse dia”, continuou a experiente piloto, referindo-se à inóspita região do Tocantins, muitas vezes comparada a um deserto. O Jalapão abrigará ainda a especial mais longa da competição, com 514 quilômetros, marcada para o dia 31 de julho (sétima etapa).

Guilherme Cascaes faz sua estreia e também esteve no briefing. “Tudo é novidade para mim, será a prova mais longa que eu já disputei, com 10 etapas. Apesar de ter de dosar a velocidade no enduro de regularidade, gosto muito de acelerar e estou ansioso. Sem dúvidas os pneus serão tão exigidos quanto os pilotos, mas estou confiante”, concluiu o catarinense.