COMPARAÇÕES ENTRE A V-STROM E A BMW F800 GS

03/03/2011 10:21

 

EX-PROPRIETÁRIO DE V-STROM FAZ ALGUMAS COMPARAÇÕES COM A BMW F 800 GS

 
Há pouco tempo um amigo me pediu um comentário sobre a BMW F800 GS, aguardei uns passeios antes de me pronunciar. 

Fiz um pequeno resumo das observações, será que você está de acordo com o que senti? Segue:
Bom, depois de 2 anos rodando no confortável "landau" que é a V-Strom DL1000. 

Resolvi passar para um novo estágio nesta vida de motociclista, troquei-a pela F800 GS, assim, vou passar minhas primeiras impressões das comparações da F800 com a DL1000.



Aqui ficam as minhas impressões: 

clique na foto para ampliá-la
* O conforto da V-Strom é incomparável, aquele banco não existe, ainda mais depois que mandei o Silas da Fera Capas dar um toque na espuma dele, ficou um verdadeiro sofá de quem terei muita saudade daqui para frente. A minha viagem à Santa Maria ano passado para o Mercocycle, ele fez a diferença, cheguei lá absolutamente descansado, nadica de dor nas nádegas. 
O da GS 800 é bem mais desconfortável, duro, quase estilo da XT660, encomendei um da Touratech na esperança de ajudar bastante, ajudou mais não o bastante... Bonito ele é, e como! 

* Posição de pilotagem é comparável, apesar da bolha fantástica que usava na VS... A bolha menor da F800 também foi trocada por uma da PUIG mais alta. Painel bem legível com a vantagem do computador de bordo da F800 com funções de temperatura, média de velocidade, média de consumo, consumo instantâneo. Há o marcador de nível de combustível, e quando entra na reserva, o computador apresenta a quilometragem rodada após a luz acender, além de um cronômetro muito legal. 

* Segurança: O freio ABS é imprescindível. A segurança de poder frear em uma curva nem se fala, né? Apesar da competência dos freios da V-Strom, fico com a segurança do ABS. Uma pena é o pneu com câmara da GS em relação à V-Strom que usa sem-câmara.

* Consumo: Incomparável, a V-Strom fazia uma média de 15 e sem abuso até 16 km/L. A F800 normalmente é de 18 km/L, passando dos 20 km/L quando não se abusa, excelente! Meu primeiro passeio à Conceição do Mato Dentro com ela, fomos acompanhando a noiva de um amigo que foi de carro, bem tranquilos, chegou a 24 km/L.

* Bagagem: Arrependi de ter comprado as malas da BMW. O espaço que havia nas malas laterais de 41 litros da GIVI deixou saudade... Tanto em tamanho como em conforto daquela portinha codificada que é ótima. 


Realmente, esteticamente, as originais ficam melhores na F800 sem dúvida, mas em questão de espaço.

clique na foto para ampliá-la
* Iluminação: O farol da GS é competentíssimo, acende uma lâmpada no baixo e as duas juntas no alto. Mas comparar com os dois farolões da V-Strom é sacanagem... 

* Comandos elétricos: É meio complicado acostumar com aqueles comandos totalmente fora do normal. Pisca direito no lado direito, pisca esquerdo no lado esquerdo, botão de desligar do lado direito, buzina de difícil acionamento... Meu dedão da mão direita ainda hoje reclama, afinal nunca fez nada na moto a não ser segurar o guidom... Um uma grande solução da BMW foi o desligamento automático dos piscas após 10 segundos de marcha ou 200 metros. Ótima inovação.

* Garantia: Isso nem tem comparação, é de 1 ano a V-Strom contra 2 anos da GS... E a assistência da BMW é o 0800 que funciona, show! Todo o Mercosul está incluído na assistência, qualquer problema, buscam a moto e te botam num avião... Nota 10! E funciona!

* Motor: Ah, ô duplinha braba, credo! A F800 tem um motor com uma ampla faixa de torque, vc pode deixar cair a velocidade para 50 km/h em sexta marcha e reacelerar que o motor responde com gosto, sem a mínima titubiada ou vibração, diferente da V-Strom que é obrigatório puxar uma marcha para que o motor responda. A aceleração da V-Strom é estúpida, mas a GS não fica atrás, é uma delicia! Há algum tempo, li uma reportagem numa revista americana, onde a V-Strom DL-1000 batia um monte de big trails no1/4 de milha, ou seja, de 0 a 400 metros. O que mais diferencia as duas é a facilidade da V-Strom rodar a 150/160 km/h, isto porque a V-Strom tem a tal sexta marcha over drive, isto é, longuíssima. Não foi feita para rodar abaixo dos 100 km/h em sexta marcha, mas em compensação, aos 140 km/h, tá nos 4.500 giros do motor (contra 5.500 da GS), roda macio em altas velocidades, não se sente os giros do motor. A sexta marcha da F800 é marcha de velocidade, para se ter idéia, a queda de giros da quinta para a sexta é de menos de 500 giros. Assim, lógico que quando se chega a altas velocidades, o motor estará com giro alto, diferente da V-Strom que vai estar com no mínimo uns 1.000 giros abaixo.

* Acessórios: Os mimos são sempre bem vindos e nesse quesito a F800 GS não se compara com a V-Strom. Manopla aquecida, cavalete central, freios ABS, computador de bordo... Bom, diz um amigo meu que pelo preço que ela é vendida na versão premium, nada mais que obrigação e que falta muita coisa para justificar o custo....

Enfim, é isso ai... 

São duas motos campeãs, pena que a V-Strom DL1000 nos deixou desde 2008. Vamos aguardar o que vem por ai... 

Abração!

Marcelo Freire

Texto extraido do www.rotaway.com.br