DISPUTAS E ACIDENTES NO GP DE PORTUGAL

17/06/2011 15:50

Disputas e acidentes no GP de Portugal de Motocross

53477_Nagl_MXGP11_R05_a04_1024.jpg

 

Uma intensa disputa na sexta etapa do mundial de motocross MX1 marcou a vitória do belga Clemente de Salle, da Suzuki, mantendo a liderança na pontuação, seguido de perto na prova pelo italiano tetracampeão mundial Antonio Cairoli, da KTM, apenas 12 pontos atrás. Foi uma dura disputa, numa pista ressecada e traiçoeira. Desalle e Cairoli fizeram dobradinha das duas provas da etapa, com o italiano ameaçando a vitória do belga nas últimas voltas da segunda prova. Outro piloto oficial da KTM, Max Nagl, sofreu um acidente na segunda bateria, com fratura nas mãos.

53560_Roczen_MXGP11_R06_a09_1024.jpg

 

No GP de Portugal da categoria MX2, a principal disputa se deu entre dois pilotos oficiais da KTM.Com essa vitória, Jeffrey Herlings saiu da pista lusitana de  Águeda com 44 pontos, e pela primeira vez na sua jovem carreira como líder do campeonato.O dia foi menos feliz para seu companheiro alemão Ken Roczen. Mas não menos emocionante. Na primeira prova ele se atrasou na saída, enquanto o colega Herlings abria uma confotável diferença de 7 segundos para os demais. Mas no terço final da prova, Roczen iluminado começou uma série de ultrapassagens, até alcançar Herlings. As três últimas voltas da prova foram um impressionante duelo entre os dois pilotos oficiais da KTM, com Herlings mantendo-se na ponta. Os dois chegaram nada menos que  25 segundos à frente do terceiro colocado.

53537_Herlings_MXGP11_R06_a22_1024.jpg

Jeffrey Herlings, da KTM, agora é líder do mundial de MX2

 

Na segunda bateria, foi Roczen quem dominou após a largada, até que a pista esburacada o levou a um erro. Acabou lançado por cima do guidon de sua KTM, estatelando-se no chão duro, com ferimentos na cabeça e abdomem, sendo levado para um hospital. Na pista, seu colega Herlings sofreu então um fulminante ataque do britânico Tommy Searle, da Kawasaki, contentando-se em chegar em segundo, mas vencendo o GP de Portugal e tomando a liderança do mundial. Após o GP de Portugal, a KTM continua liderando o mundial de marcas na MX1 e na MX2