DUCATI FAZ TESTES PARA O MOTO GP DE 2012

13/02/2012 08:26

 

Ducati faz testes para o MotoGP de 2012

 

A Ducati terminou recentemente a sua primeira série de testes oficiais para o MotoGP no Circuito Internacional de Sepang, na Malásia

A sessão de treinos foi muito pressionada pelas condições do clima quente e úmido, e a chuva prejudicou os trabalhos.

Nicky Hayden teve uma lesão dolorosa no ombro, que limitou o seu tempo sobre a moto e a entrada dos técnicos, bem como para que ele pudesse obter uma sensação mais concreta da nova máquina.

Valentino Rossi continuou até que a chuva chegou, terminando a sessão com o quinto melhor tempo atrás de Casey Stoner, da Honda, Jorge Lorenzo, da Yamaha, Dani Pedrosa, da Honda, e Bem Spies, da Yamaha.

Uma grande parte do progresso que a equipe tem feito é devido ao quadro em alumínio de dupla longarina, o que proporciona melhor sensação de que o front-end está fazendo, algo com que Rossi se preocupou com toda a temporada de 2011.

Fillipo Preziosi, gerente geral da Ducati Corse, está feliz com o progresso global que tem sido feito até agora, mas não revelou detalhes das alterações que foram feitas. Preziosi expressa a preocupação de que enquanto a GP12 tem um desempenho melhor do que a versão anterior, a diferença para a Honda de Stoner ainda é de 1,2 segundos, e a diferença para tempo o da Yamaha é a metade.

“Nós da equipe estamos todos felizes com a forma como este teste se desenvolveu, especialmente hoje”, comentou um típico up-beat Valentino Rossi. “Com um 2:00.8, estamos começando a chegar a um tempo decente. As Hondas e Yamahas ainda estão à nossa frente, mas consideramos este teste como um ponto de partida. As coisas mais positivas que conseguimos são de que a frente agora me permite andar um pouco mais como eu sou capaz, que a moto reage bem às mudanças e que temos ideias muito claras sobre o que ainda está faltando. Em particular, se conseguirmos melhorar o comportamento da moto em aceleração, nós vamos ser capazes de dar um passo consistente para a frente. Eu sei que o trabalho nunca parou na Ducati, e agora com as informações que reunimos, eles vão continuar trabalhando nas áreas que nós identificamos. Isso pode levar um tempo, mas há ainda algum tempo antes da primeira corrida. Temos que continuar melhorando, por isso não estamos ficando muito animados, mas estou satisfeito com a forma como as coisas têm ido tão longe”.

No que deve ter sido um tempo muito frustrante devido a uma lesão que limitou seu tempo com a moto, e como resultado, a quantidade de feedback exigido pelos técnicos da equipe para 

otimizar as configurações, o americano Nicky Hayden, no entanto, teve uma interpretação positiva sobre os testes de Sepang: “Obviamente, eu gostaria de ter feito mais. Eu não posso realmente dizer que foi um verdadeiro teste para mim, mas eu fiz algumas voltas a cada manhã, a fim de, pelo menos, ter uma ideia da nova moto, anotar alguns dados e entender algumas coisas. Mesmo neste tempo limitado, eu consegui fazer pequenas melhorias e ir mais rápido a cada dia. A Ducati fez um trabalho incrível com esta moto em um curto espaço de tempo. É mais suave do que qualquer Ducati que eu já tenha pilotado alguma vez, é muito boa para trabalhar. Tem boa potência e a extremidade frontal está funcionando bem. Mas, agora com a potência extra temos de encontrar melhor tração traseira no primeiro toque do acelerador. Com os poucos ajustes que fizemos, tudo parece estar indo em um bom caminho, então agora eu só preciso ficar saudável”.

Fonte: motogp.com