Futuro eletrônico no motociclismo off-road?

18/11/2011 19:25

 


A KTM eletrônica com visual moderno

A KTM eletrônica com visual moderno
Crédito da imagem: divulgação


Acabou o maior salão de motocicletas do planeta, o EICMA, realizado em Milão na Itália, e além de algumas novidades, destaque para as motocicletas elétricas. Grandes marcas e algumas desconhecidas do público brasileiro, apresentaram sua versão para o segmento, mas também tinha moto com motor 2 tempos, com injeção eletrónica. A fábrica europeia, Ossa apresentou seus modelos 250i e 300i, motocicletas dois tempos com o sistema de injeção eletrónica, mas além disso o motor é invertido, como na Yamaha YZ 450F, com a saída do escapamento pela parte traseira do motor.

A Ossa com motor injetado e invertido

A Ossa com motor injetado e invertido
Crédito da imagem: divulgação


Quanto as elétricas, destaque para a Husqvarna, a E-go, que também apresenta uma suspensão dianteira com um único garfo. A KTM disponibilizou para o público da EICMA, a Freeride E, com bateria que dura 20 minutos, podendo ser estendida para mais de 40 minutos. E a mais conhecida, a Zero, com seus modelos DS, S, MX e XZ, prometendo uma autonomia de 100 mllhas (160 kms). A marca é representada no Brasil pelo Grupo Izzo, que disponibiliza alguns modelos para o mercado nacional.
As fábricas trabalham para este segmento, mas ainda elas tem muito o que fazer para o crescimento deste mercado.

A E-go da Husqvarna, com garfo único

A E-go da Husqvarna, com garfo único
Crédito da imagem: divulgação


A Zero eletrônica, já disponível no Brasil

A Zero eletrônica, já disponível no Brasil
Crédito da imagem: divulgação


Uma novidade da KTM, a Freeride 4Tempos

Uma novidade da KTM, a Freeride 4Tempos
Crédito da imagem: divulgação