GAÚCHOS DOMINAM O PÓDIO DA GPR 250 EM SANTA CRUZ DO SUL

21/10/2013 12:03

 

A categoria GPR 250 tem proporcionado ao longo da temporada do Moto 1000 GP com boas disputas. Em Santa Cruz do Sul (RS), na sexta etapa do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade, isso não foi diferente. Numa corrida dominada por pilotos gaúchos, Fabiano Vaz, da ABR, cruzou a linha de chegada em primeiro, com 11 milésimos de segundo em relação a Pedro Sampaio, piloto da equipe Fábio Loko. Fechando o pódio ficou Hebert Pereira, da Rad Racing Team.



A primeira fila foi composta por Pedro Sampaio, seguido de Hebert Pereira e Fabiano Vaz. Na largada, foi Vaz quem pulou na frente, com Sampaio em segundo e Meikon Kawakami na terceira colocação, numa boa largada do piloto da Alex Barros Racing. Imprimindo um ritmo forte, Sampaio retomou a liderança ainda na primeira volta, deixando Fabiano Vaz em segundo e Hebert Pereira em terceiro. Kawakami, tentando se manter entre os líderes, acabou sofrendo uma queda e abandonou a prova. Na disputa pela primeira colocação, Sampaio e Vaz fizeram uma disputa particular, alterando a ponta até o fim da corrida. Vaz abriu a última volta na ponta, com Sampaio em segundo. O vencedor foi conhecido na linha de chegada, com Vaz vencendo Sampaio por 11 milésimos de segundo.

canal da moto.com


“Vi que eu estava mais rápido então fui para cima, tentando imprimir um ritmo forte. É uma alegria muito grande vencer em casa, com meus amigos presentes. Conhecer bem a pista ajudou bastante, porque é um circuito que exige treinos”, contou Fabiano Vaz. Visivelmente desapontado, Pedro Sampaio revelou que esperava mais. “A segunda colocação foi boa para o campeonato, mas eu esperava mais. Fiquei um pouco desapontado, porque liderei os treinos o fim de semana todo. Mas faz parte”, consolou-se ele, que com o resultado, alcançou a segunda colocação no Campeonato Brasileiro, agora com 77 pontos, contra 85 pontos do líder na tabela, Meikon Kawakami. Fechando o pódio, Hebert Pereira estava satisfeito. “Errei na largada e caí para terceiro. Como não consegui alcançar mais os dois primeiros, fiz uma corrida para manter a terceira colocação e estou bem feliz com o pódio”, finalizou.

www.canaldamoto.com



Todas as motocicletas do Moto 1000 GP utilizam como combustível a gasolina Petrobras Podium e como lubrificante o Lubrax Tecno Moto. Petrobras e Lubrax patrocinam a competição ao lado da BMW Motorrad e da Michelin, que fornece seus pneus de competição a todas as equipes. O Campeonato Brasileiro de Motovelocidade tem o apoio de Beta Ferramentas, BMW Serviços Financeiros, Servitec, LeoVince, Shoei, Tutto Moto, HPN, Denko, Airfence Brasil e Peterlongo.

Resultado da GPR 250 em Santa Cruz do sul: 

1°) Fabiano Vaz (RS/Autolub Boff Racing), Honda, 10 voltas em 17mins05s057
2°) Pedro Sampaio (RS/Fábio Loko), Honda, a 0s011
3°) Hebert Pereira (RS/Rad Racing Team), Kawasaki, a 5s066
4°) Joelsu da Silva (PR/Paulinho Superbikes), Kawasaki, a 9s541
5°) Ernani Moraginski (RS/GP Rodas Kbça Motos), Honda, a 9s559
6°) Marlinton dos Reis (RS/Kalunga Motos), Honda, a 29s590
7°) Maycon Benassi (PR/Team Fuel Racing-Mormaii), Kawasaki, a 35s837
8°) Ton Kawakami (SP/Alex Barros Racing), Honda, a 36s633
9°) Gabriel Mattes (RS/Bibica Racing), Kawasaki, a 39s621
10°) Rafael Portaluppi (RS/Pró Rici Team), Kawasaki, a 44s322
11°) Antonio Telvio (RJ/Tronsoft Racing), Kawasaki, a 1min20s068
12°) Nic Nottingham (SP/Team de Grandi Bardahl), Kawasaki, a 1min39s187
13°) Wagner Augusto (SP/Wfb Racing Team), Kawasaki, a 1 volta
14°) Walteny Amaral (RJ/Tronsoft Racing), Kawasaki, a 1 volta
15°) Lucas Prates (RS/Sulfer), Honda, a 1 volta
NÃO COMPLETARAM
Meikon Kawakami (SP/Alex Barros Racing), Honda 
Guilber Reis (RS/Kalunga Motos), Honda

Após a sexta etapa a classificação do campeonato é a seguinte:

1°) Meikon Kawakami 85 pontos; 2°) pedro Sampaio 77 pontos; 3°) Igor Calura 72 pontos; 4°) Sabrina paiuta 70 pontos; 5°) Ton Kawakami 57 pontos; 6°) Fabiano Vaz 52 pontos; 7°) Cleber parrado 48 pontos; 8°) Hebert pereira 44 pontos; 9°) Julio Castroviejo 39 pontos; 10°) Maycon Benassi 37 pontos; 11°) Joelsu da Silva 36 pontos; 12°) Claudinei Silva 24 pontos; 13°) Gustavo Pavoni 20 pontos; 14°) Antonio Telvio 20 pontos; 15°) Leonardo Lionese 20 pontos; 16°) Suel Dirluiz 17 pontos; 17°) Walteny Amaral 13 pontos; 18°) Rubens Pacheco 12 pontos; 19°) Ernani Moraginski 11 pontos; 20°) Mauricio Martins 11 pontos; 21°) Nicolas Benevides 11 pontos; 22°) Marlinton dos Reis 10 pontos; 23°) Wanderson Bandeira 10 pontos; 24°) Wagner Augusto 10 pontos 25°) Gabriel Mattes 7 pontos; 26°) Rafael portalupi 6 pontos; 27°) Lucas pinheiro 6 pontos; 28°) Marcelo Cristal 5 pontos; 29°) Rafael Andrade 5 pontos; 30°) Marcio Miranda 4 pontos; 31°) Daniel Oliveira 4 pontos; 32°) Victor Hugo Yano 4 pontos; 33°) Lucas prates 1 ponto; 34°) William Ribeiro 1 ponto