HECTOR ASSUNÇÃO ATRAI ATENÇÕES NO PRO TORK BRASILEIRO DE MOTOCROSS

05/07/2011 21:44

 

Hector Assunção atrai atenções no Pro Tork Brasileiro de Motocross
 
 
Hector rouba a cena no Pro Tork Brasileiro de Motocross
Elton Souza / Divulgação
 
Hector, um dos destaques do Pro Tork Brasileiro de Motocross
Elton Souza / Divulgação
 
Hector, um dos destaques do Pro Tork Brasileiro de Motocross
Elton Souza / Divulgação

 

Canelinha (SC) – O piloto Hector Assunção, de 19 anos, era para ser apenas espectador da disputa pelo título da categoria MX1 no Pro Tork Brasileiro de Motocross. Ele teve a oportunidade de alinhar no gate da classe para motocicletas de 450 cilindradas na segunda etapa da competição, realizada em abril em Carlos Barbosa (RS), e de cara subiu ao pódio em segundo lugar. Agora, quer continuar conquistando espaço no terceiro round da batalha pelo título nacional, marcado para os dias 16 e 17 de julho na pista do Motódromo Arthur Jachowicz, em Canelinha (SC). Haverá ainda baterias para as classes MX2, MX3, MX4, 230cc, 85cc e 65cc.

O foco de Hector Assunção é a categoria MX2, na qual está em terceiro lugar, portanto foi para a sua estreia na MX1 sem qualquer compromisso. O irmão dele, Roosevelt Assunção, tinha machucado a clavícula e Hector não quis deixar a moto parada em Carlos Barbosa, conciliando a prova com a da MX2. Resultado: melhor tempo nos treinos cronometrados e festa no pódio.

O paulista promete mais surpresas para Canelinha, já que está motivado por ter conseguido ser o melhor brasileiro da etapa nacional do Campeonato Mundial da modalidade, realizada em maio em Indaiatuba (SP). “Posso dizer que estou na minha melhor fase. Desde a categoria 65cc, venho caminhando devagar e agora estou conseguindo mostrar mais o meu trabalho”, explicou Hector, que vai continuar na MX1. “O meu irmão vai ter a moto dele de volta, então estamos decidindo se eu corro com a dele de treino ou se vou de 250cc”, antecipou o piloto.

Os atuais líderes do Pro Tork Brasileiro de Motocross são: Antônio Jorge Balbi Júnior (MX1), Dudu Lima (MX2), Milton Becker “Chumbinho” (MX4), Gustavo Henn (85cc), Massoud Nassar (MX3), Enzo Lopes (85cc) e Fabiano dos Santos (230cc). A competição possui sete etapas no total, com a grande final marcada para o dia 29 de outubro em Siqueira Campos (PR).

O Pro Tork Brasileiro de Motocross tem patrocínio de Pro Tork e Rinaldi. A terceira etapa conta com o apoio da Prefeitura Municipal de Canelinha, Moto Shop Racing, Destak e Geração Motos, além de organização do Motoclube de Canelinha, realização da Federação Catarinense de Motociclismo e supervisão da Confederação Brasileira de Motociclismo