Honda confirma NC700X e CRF 250L para o mercado brasileiro

02/12/2011 23:03

 

Honda confirma NC700X e CRF 250L para o mercado brasileiro

O Honda confirmou ao G1 nesta quinta-feira (1), no Salão de Tóquio, que lançará no Brasil as novas motocicletas NC700X e CRF 250L. A marca japonesa expõe na feira, juntamente com os carros, suas principais novidades em duas rodas neste ano. Os 2 modelos começarão a ser vendidos no Japão, e depois mundialmente, nos próximos meses. A data da chegada ao Brasil não foi confirmada.

A NC700X é uma motocicleta de uso misto de média cilindrada, com capacidade de rodar na terra e no asfalto. Segundo o engenheiro Masanori Aoki, que desenvolveu o modelo, ele será montado na fábrica da Honda em Manaus, o que deve ajudar no preço.

honda nc700x (Foto: Luciana de Oliveira/G1)

Honda NC700X será montada em Manaus (Foto: Luciana de Oliveira/G1)

A moto traz inovações tecnológicas para o segmento com seu câmbio automático, que é opcional, e espaço para bagagens no local onde tradicionalmente fica o tanque. Para isso, o reservatório de 14,1 litros foi posicionado sob o assento.

saiba mais

A NC700X tem duas versões: uma com câmbio manual de 6 marchas e outra com o câmbio de dupla embreagem, que proporciona transmissão automática para a moto, onde existem os modos Sport e Drive. Também é possível escolher a opção semi-automática, na qual as trocas são feitas com a mão no punho esquerdo. Este é o mesmo sistema empregado na VFR 1200F já vendida no Brasil.

O modelo tem outros dois "irmãos": a NC700S e o scooter Integra. "Fiz 3 motos com base em uma só. Isso reduz custos", explica o engenheiro, destacando que a valorização da moeda japonesa frente ao dólar tem dificultado a produção de modelos para exportação. "Foram os brasileiros em Manaus que escolheram esse modelo entre os 3 da linha NC."

O motor da NC700X é um bicilíndrico de 670 cm³ e refrigeração líquida, com 4 válvulas por cilindro, rende 47,6 cv de potência máxima a 6.250 e torque de 6,11 mkgf a 4.750 rpm. De acordo com a marca, a motocicleta faz consumo de 27,9 km/l e pode alcançar autonomia de 400 km. A moto tem rodas de liga-leve de 17”, tanto na dianteira como na traseira, e seu peso em ordem de marcha de 215 kg. Ela também possui o sistema de freios C-ABS.

No Brasil, o modelo à venda com carateristícas mais similares a NC700X é a Kawasaki Versys. A versão naked, sem carenages da motocicleta e com suspensões mais curtas, a NC700S, não foi confirmada pela marca.

honda crf (Foto: Luciana de Oliveira/G1)

CRF também irá para o Brasil (Foto: Luciana de Oliveira/G1)

CRF 250L, a substituta da Tornado
Outro engenheiro da marca japonesa, Hikaru Tsukamoto confirmou a vinda da nova CRF 250L, uma trail com aptidões mistas de asfalta e terra, que utiliza como base o mesmo motor da CBR 250R, um monocilíndrico de 249,6 cm³ e refrigeração líquida.

Na CBR 250, o motor rende 26 cv de potência máxima a 8.500 rpm, mas, seu comportamento será revisto para equipar a CRF. A proposta da CRF 250L é muito similar ao da extinta XR 250 Tornado, que saiu de linha com o lançamento da XRE 300, em 2009.

Também está exposta no salão a elétrica RC-E. Por enquanto, é apenas um conceito, explica Tsukamoto. Poucos detalhes técnicos foram divulgados, entre eles as dimensões: ela tem 2,01 m de comprimento, 0,62m de largura e 1,12 m de altura. Atualmente, o único modelo elétrico da marca japonesa é o scooter EV-neo.

honda rc-e elétrica (Foto: Luciana de Oliveira/G1)

 

RC-E, conceito elétrico que ainda está sendo testado (Foto: Luciana de Oliveira/G1)

Fonte: G1