Lucas Barros vai correr de BMWS10

18/11/2011 19:23

 

Quando os boxes do Autódromo Internacional Nelson Piquet, em Jacarepaguá, foram abertos hoje para as primeiras sessões de treinos livres, uma das surpresas do Moto 1000 GP foi Lucas Barros, pilotando uma BMW S1000RR. O piloto, de apenas 15 anos, é filho de Alexandre Barros e deveria correr com uma moto de 600cc. “Minha moto não ficou pronta e a opção para correr aqui no Rio era usar a BMW”, explicou o piloto.

Encerrados os três primeiros treinos livres, em que o foco era se acostumar com a moto, Lucas Barros virou em 1´21´´7, quarto tempo mais rápido na GP Light. Ele explica que na primeira saída optou por usar o controle de tração da moto no regime máximo. Porém, nas saídas seguintes à pista diminuiu o controle à medida em que aumentou o número de voltas na condução de uma moto de 1000cc. “Estou gostando muito da moto. Ela tem muita final e um sistema de freios que permite mais agressividade”, revela. No entanto, faz questão de frisar que não quer arriscar muito. “Minha preocupação nessa corrida não é resultado, não é fazer tempo. A única preocupação é conhecer a categoria, os pilotos que andam nela, ver o nível da competição para me preparar para o ano que vem”, comenta. Lucas Barros vai disputar toda a temporada de 2012, na categoria GP Light, mas com uma moto de 600cc.


O pai de Lucas, Alexandre Barros, que sempre foi reconhecido por uma pilotagem arrojada, mostra um lado bem mais conservador quando fala do filho. “Eu fico muito tenso. Ele tem só 15 anos”, diz. “O Lucas não fez uma escola de 600cc. Ele fez apenas algumas saídas e com a moto original. Ele fez escola com motos de 125cc do mundial GP”, pondera. “Eu conversei com ele (Lucas). Não estamos atrás de resultados nessa prova”, arremata. 

O Moto 1000 GP tem patrocínio de Petrobras, Lubrax e BMW Motorrad, além do apoio de Michelin e Beta Ferramentas; parceria com a W2 Boots, Shoei e Grecco Logística, e parceria técnica de Servitec Dinamômetros, Vaz, Akrapovic, K&N e MRA. As provas da categoria têm transmissão ao vivo pela Record News em canal aberto em VHF e UHF, além de transmissão pela internet, na integra, pelo próprio site oficial do campeonato e pelo portal R7. Também é possível acompanhar as movimentações do evento através das redes sociais como o Twitter (@moto1000gp) e Facebook (WWW.facebook.com/moto1000gp).