MOTO QUE FOI DESTAQUE NO SALÃO DE MOTOCICLETA ERA FURTADA, DIZ POLÍCIA

14/11/2012 23:15

 

Moto que foi destaque no Salão da Motocicleta era furtada, diz polícia

Veículo foi um dos apreendidos em ação ocorrida em São Paulo. Outras 32 Harley-Davidsons, avaliadas em R$ 2 milhões, foram recuperadas.

Do G1 São Paulo

 

Uma das motos de maior destaque do Salão da Motocicleta, realizado na semana passada, em São Paulo, foi apreendida pela Polícia Civil. Segundo as investigações, ela era furtada. Na operação para descobrir motos com numeração adulterada e documentação falsa, a polícia também recuperou outras 32 Harley-Davidsons, avaliadas em R$ 2 milhões.

Três suspeitos foram presos e vão responder por seis crimes, entre eles receptação e uso de documento falso. Eles pagaram fiança e vão responder ao processo em liberdade.

O veículo que chamou a atenção no salão tinha acessórios banhados a ouro. Avaliada em R$ 100 mil, a moto ficou exposta por três dias no Parque de Exposições Imigrantes, na Zona Sul. Outras duas motos apreendidas também participaram do evento.

 


Polícia desmonta esquema de furto de motos Harley-Davidson

A organização do Salão da Motocicleta informou que as motos eram responsabilidade dos expositores e que não teve nenhum acesso aos documentos das motos. Já a empresa expositora da moto com detalhes em ouro informou que não sabia que o veículo era furtado e que também foi vítima do esquema.

Segundo a polícia, os criminosos participavam de um grupo de motocicletas e escolhiam os alvos durante os encontros. Eles furtavam as motos, remarcavam os chassis, conseguiam uma nova documentação e as vendiam por um preço menor.

A polícia devolveu os veículos aos donos em que foi possível identificar a numeração original. Os policiais agora vão investigar quem comprou as motocicletas para saber se eles sabiam ou não do esquema.

Empresa nega irregularidade
Em nota, a oficina de customização Easyraiders negou irregularidades. Ela informou que, em 15 anos atuando na customização de motos, atendeu mais de 2000 clientes "sem qualquer ocorrência anterior desse gênero, cito as alegações de roubo e adulteração ilegal de motocicletas".

Segundo a nota, a empresa "infelizmente acabou envolvida no caso maneira equivocada, uma vez que recebemos a moto com a solicitação de customizá-la apenas". "Somos igualmente vitimas dessa quadrilha, tanto quanto os demais proprietários que tiveram suas motocicletas roubadas e adulteradas pelo 'esquema' malicioso", informou.

A empresa diz ainda que adquiriu os modelos a preço de mercado. "Cabe aos órgãos competentes, averiguar no momento da transferência, a origem desta motocicleta, bem como toda sua documentação e eventuais pendencias legais que inviabilizem o procedimento de troca de propriedade", esclarece a empresa. "De maneira alguma arriscaríamos a reputação do nome Easyraiders com tal envolvimento em negócios ilícitos."

Fonte: G1.globo.com