MUNDIAL DE MOTOCROSS - DESALLE E ROCZEN VENCEM O GRAND PRIX DA REPÚBLICA CHECA

08/08/2011 12:27

Desalle e Roczen vencem o Gran Prix da República Checa

 

 

desalle3.jpg

O belga Clement Desalle (25) venceu em grande estilo o Gran Prix da República Checa

 

O belga Clement Desalle, retomando sua melhor forma venceu o Gran Prix da Checo Eslováquia, na pista de Loked. O piloto da Suzuki surpreendeu o  italiano tetra-campeão mundial Antonio Cairoli, da KTM, no final da segunda corrida do GP. Cairolli havia dominado a primeira prova, cruzando com mais e 5 segundos sobre Desalle. Mas na segunda corrida outros protagonistas do mundial deram as caras, com destaque para o português Rui Gonçalvez, da Honda, que alcançou seu primeiro podium no mundial da MX1 e Tanel Leok, da Estônia com uma TM, que chegou em décimo segundo na primeira prova e na segunda corrida esteve entre os líderes, cruzando num espetacular segundo lugar. Antonio Cairoli chegou em quarto, ficando com a segunda posição na classificação do GP, mantendo uma confortável diferença de 48 pontos sobre Clement Desalle, a três provas restantes para alcançar seu quinto título mundial.

 

Roczen_edit_1.jpg

 

Na MX2, novamente domínio total dos pilotos da KTM, com o alemão Ken Roczen vencendo as duas corridas, sempre seguido de colega Jeffrey Herlings. Na primeira corrida do GP tiveram a companhia do francês Nicolas Aubin, também de KTM, chegando em terceiro. Mas na segunda corrida  a terceira posição ficou com o britânico da Kawasaki Tommy Searle, sexto na primeira prova, ficando com o terceiro na clafficiação por pontos do Gran Prix de Repúbica Checa, e mantendo-se entre os destaques da MX2 nesta temporada.

 

Com esta vitória da dupla da KTM, Roczen disputa o título mundial praticamente com seu companheiro Jeffrey Herlings, de quem está 27 pontos à frente, pois em relação ao britânico Searle, o terceiro, ele tem nada menos que 105 pontos de vantagem.

 

No mundial de construtores, a KTM  lidera na MX1 com 589 pontos, seguida de perto pela Kawasaki com 584 e depois vem a Yamaha, com 451 pontos. Na MX2, a KTM lidera com mais folga, 534 pontos contra 473 da Yamaha, que tem colada nela a Suzuki com 471 pontos. Os três últimos GPs serão o britânico, dia  21 de agosto em Matterley Basin, o GP da Europa, em Gaiedorf no dia 4 desetembro, e o GP da Itália, no dia 11 de setembro em Fermo.