NOVA SUNDOWN MOTARD 125 CC

16/06/2010 14:57

Sundown Motard perde 75 cc, mas mantém visual diferenciado. Seu preço fica mais acessível – R$ 7.240 -, porém seu motor perde potência e torque
Quando foi lançada em 2007 a Sundown STX 200 Motard causou uma grande euforia no mercado. Afinal o modelo foi a primeira motocicleta supermotard original de fábrica a ser vendida no Brasil. Antes dela quem gostava do estilo tinha que se contentar em comprar uma moto trail e transformar o modelo. Com o sucesso da categoria, o mercado cresceu e as outras fábricas entraram na onda das supermotards. A Yamaha lançou a XTZ 250 X e a XTZ 125 X, a Kawasaki lançou a D-Tracker X 250, só para citar os modelos de baixa cilindrada. 
Porém, com a entrada em vigor do Promot 3 (Programa de Controle da Poluição do Ar por Motociclos e Veículos Similares) em 2009, a Sundown teve que fazer adaptações em sua pioneira supermotard de 200cc. No Salão Duas Rodas 2009, em outubro do ano passado, a marca apresentou uma supermotard 125 cc, aposentando o modelo de 200cc, mas não o carburador. Porém os principais diferenciais e qualidades da linha continuam no novo modelo agora chamado somente de Motard 125.
Assim como no modelo anterior a nova Sundown 125 é vendida em apenas uma versão, bastante completa. São itens de série o freio a disco na dianteira e a partida elétrica. As cores disponíveis também são iguais, preta ou prata. Com preço sugerido de R$ 7.240 o novo modelo também ficou mais acessível – o modelo de 200 cc custava cerca de R$ 9.000.
Estilo Supermotard
O estilo supermotard ou supermoto nasceu nos anos 70 em uma corrida que continha trechos de asfalto e terra. Os modelos mais usados era motocicletas de motocross com pneus de rua e rodas com aro de 17 polegadas. Com essa configuração e ajustes nas suspensões eram possível fazer curvas no asfalto com extrema rapidez. Não demorou muito para que o “motard” chegasse às ruas. Com suspensões de longo curso é possível absorver buracos e valetas das ruas. Já e pneus street garantem para tração máxima no asfalto e uma melhor inclinação em curvas. 
Qualidades também presentes na nova Sundown Motard 125. Equipada com aros de 17 polegadas em alumínio pintados de preto. A suspensão dianteira é do tipo invertida (upside-down) com 190 mm de curso, já na traseira o sistema é balança monoamortecida, com os mesmos 190 mm de curso. Números que ajudam na absorção de impactos, tanto passando rápido por um buraco ou lentamente por uma lombada. Mostrando também que sua origem trail não foi deixada de lado. O disco de freio dianteiro é do tipo “wave” e o flexível é revestido com malha de aço “aeroquip”. Melhorando tanto o visual quanto o poder de frenagem. 
O visual que sempre foi o ponto forte do modelo permanece inalterado, até mesmo a lanterna de LED continua no modelo 125. O painel é o mesmo do modelo antigo herdando conta giros, um diferencial para a categoria 125cc, mas também a fraca iluminação e falta de um marcador de combustível. 
Ciclística e motor
As qualidades ciclísticas foram diretamente “aproveitadas” do modelo 200 cc. A nova moto contorna curvas com facilidade, e consegue driblar o trânsito sem grandes dificuldades. Contudo não se pode dizer o mesmo do motor. O modelo anterior (200 cc) tinha 16,7 cv a 8000 rpm e 1,45 kgfm a 7000 rpm. No modelo 125 a potência é de 10,8 cv a 9.500 rpm e 0,86 kgfm a 7.000 rpm. Como boa parte do conjunto permaneceu inalterada seu peso de 118 kg juntamente com o novo motor deixa as arrancadas e retomadas comedidas, para não dizer lentas.
Destinado para quem quer um visual diferente na ampla categoria 125cc, a Motard 125 tem diferenciais e estilo para se destacar dentro da cidade. No percurso urbano é que as suspensões altas e os pneus street garantem a agilidade de uma Supermoto com o consumo de uma 125.



FICHA TÉCNICA
SUNDOWN MOTARD 125
Motor Monocilíndrico, OHC, refrigeração a ar, 4 tempos
Capacidade cúbica 124,5 cm³
Potência máxima 10,87 cv a 9.500 rpm
Torque máximo 0,86 kgf.m a 7.000 rpm
Alimentação Carburador
Capacidade do tanque 10,6 litros
Câmbio Cinco marchas com embreagem multidiscos banhados em óleo
Transmissão final por corrente
Suspensão dianteira garfo telescópico invertido com 190 mm de curso
Suspensão traseira Balança monoamortecida com 190 mm de curso
Freio dianteiro Disco de 241 mm de diâmetro com pinças de dois pistões
Freio traseiro Tambor de 130 mm de diâmetro
Chassi Berço duplo
Dimensões (C x L x A) 2.060 mm x 830 mm x 1.110 mm
Altura do assento N.D
Altura mínima do solo 210 mm
Entre-eixos 1.400 mm
Peso seco 118 kg
Cores Prata ou Preta 
Preço público sugerido R$ 7.240,00

TEXTO: Lucas Rizzolo/ Agência INFOMOTO