PLACAS DE MOTOS MUDAM A PARTIR DE ABRIL DE 2012

06/01/2012 12:24

 

Contran prorrogou o prazo porque nem todos os órgãos de trânsito estaduais conseguiram se adaptar à regra

 

Veículos fabricados a partir de 1º de abril deste ano deverão, obrigatoriamente, utilizar placas com película refletiva. A Deliberação 122 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), que prorrogou o antigo prazo – 1º de janeiro –, também vale para os veículos transferidos de estado ou município a partir do segundo trimestre do ano.

 

Atualmente, a exigência é facultativa para os veículos e obrigatória para as motocicletas. De acordo com o Contran, a medida foi tomada porque nem todos os órgãos ou entidades executivas de trânsito dos estados conseguiram se adequar à nova regra. A intenção é aumentar a segurança no trânsito e tornar os veículos mais visíveis, em caso de chuva ou neblina.

 

Às motocicletas, motonetas, ciclomotos e triciclos motorizados também fabricados a partir do início de abril, o Contran traz outra exigência. Eles devem se adaptar à nova dimensão das placas: a altura passa de 13,6cm para 17cm e o comprimento de 18,7cm para 20cm. Também aumentará o tamanho das letras e números – de 4,2cm para 5,3cm. Apenas a informação sobre a cidade de origem não se altera.

 

No Distrito Federal, por exemplo, o diretor em exercício da Gerência de Controle de Veículos e Condutores do Detran, Uelson Sousa, garante que as normas serão cumpridas e fiscalizadas a partir da data estipulada, conforme orientação do Contran. Segundo ele, os condutores de veículos ou motos fabricados a partir de abril, mas que não cumprem a lei, poderão ser autuados.

 

Sousa destaca que os motoristas já podem optar pela nova forma de emplacamento. Para as transferências de município ou estado, ele adverte que a mudança – no caso dos carros, o objeto refletivo e, para as motos, a nova altura das placas – é obrigatória, inclusive para os fabricados em data anterior a abril de 2012.


Durabilidade

Além da melhoria no quesito segurança, resultado do aumento da visibilidade dos veículos, a nova placa traz outros benefícios como maior durabilidade. “Mesmo com a lavagem frequente, o material da placa refletiva é mais resistente e dura até dois anos, em perfeito estado”, explica Sousa à Agência CNT de Notícias.​


Rosalvo Júnior
Agência CNT de Notícias