SUZUKI GSX-R 1000 2012 - A NOVA SUPERBIKE JAPONESA

09/11/2011 16:42

 

SUZUKI GSX-R 1000 2012 - A NOVA SUPERBIKE JAPONESA

 
 
Considerando o atual momento econômico mundial e que foi um ano especialmente difícil para o Japão, já era previsto que a Suzuki não promovesse uma mudança radical na sua superbike, entretanto, segundo as primeiras informações divulgadas pela marca com relação a versão 2012 da esportiva de 1 litro, se no design as alterações foram bastante sutis, as novidades que estão presentes por baixo da carenagem no novo modelo não são poucas.
 
http://www.youtube.com/watch?v=lij8bPdgP-k&feature=player_embedded 


Apesar de pequenos retoques no farol, lanterna traseira e grafismos, visualmente, a maior novidade é que, finalmente, a GSX-R 1000 passa a adotar um escape 4x2x1 com a única saída do lado direito, alteração que já era esperada há muito tempo. A ponteira de escape é de titânio, mas o catalisador é novo e já está apto a atender normas de emissão de gases mais rigorosas.



Segundo os técnicos japoneses, essa alteração no sistema de exaustão proporciona melhores acelerações, retomadas em rotações intermediárias e reduz o consumo de combustível em 8%. Contribuem também para as melhorias em desempenho e consumo algumas alterações no motor.
 
Os pistões da “Gixxer” 2012 estão 11% mais leves e, os cilindros, são tratados internamente com um composto de níquel, fosforo e silício visando reduzir o atrito. A taxa de compressão subiu levemente (12,9:1) e a eletrônica do motor tetracilíndrico também foi revista. A versão 2012 da superesportiva japonesa incorpora um módulo de controle chamado ECM, que controla um par de válvulas conectadas ao acelerador.

A primeira válvula é acionada pelo piloto ao girar o acelerador, enquanto a segunda é controlada pelo próprio módulo ECM, que com base na posição do acelerador, rotação do motor e relação de transmissão, otimiza o tempo de resposta aos comandos, proporcionando uma aceleração mais rápida quando entende que se está pilotando esportivamente ou mais suave, em uma utilização urbana, por exemplo.

 


A possibilidade de escolher entre três curvas de potência (A,B ou C) ainda está presente no modelo 2012. Estimamos que por uma questão de custos, equipamentos cada vez mais presentes na categoria como controle de tração e ABS ficaram de fora. Em compensação, a superbike 2012 da Suzuki ganhou novas pinças de freio Brembo monobloco e de fixação radial, bengalas dianteiras revisadas e pneus novos.

Ainda não informações sobre quando este novo modelo chega às concessionárias ou se haverá algum acréscimo de preço. No Brasil, se a J.Toledo manter a política comercial que vem adotando até agora, a nova GSX-R 1000 só deve aparecer no final do próximo ano.


Fonte: Best Riders