VOLTANDO A SER CRIANÇA

16/09/2015 00:00

Incentivado por alguns irmãos e amigos motociclistas resolvi tentar começar a escrever semanalmente para o site. Espero que esta estreia não seja, muito criticada, mas se assim for, agradeço as críticas construtivas e com certeza saberei assimilá-las e praticar os acertos necessários para o futuro.

Escrever não é fácil, principalmente quando se quer iniciar um assunto que envolve muitas e muitas pessoas. Estou aqui sentado na frente do teclado já há algum tempo  tentando colocar no papel o que desejo traduzir.

Mas segundo um irmão estradeiro das Minas Gerais, “tá difícil, é muito difícil”.

O peso da idade as vezes chega muito rápido e as pessoas se entregam e se deixam abater sem qualquer resistência. Muitas vezes pela comodidade do dia a dia, e sem perceber, o tempo vai passando e você vai não percebe e vai lentamente se acomodando com a situação  de: terceira idade, idoso, ou melhor idade como queira chamar.
E isso traz invariavelmente uma  série de consequências, muitas delas desastrosas para nosso corpo físico e até mental.
São as juntas que teimam e não trabalharem como devem, são os nervos que já não obedecem como antes, são as mãos que já não tem a mesma firmeza  e vai por ai afora.

Como não chegar a esta situação?

Vivendo de maneira atuante, praticando esportes, fazendo exercícios, caminhadas e voltando a ser criança.

No nosso caso praticamos o motociclismo, como uma das formas de atenuar, atrasar e voltar no tempo para que estes problemas não nos ataquem com muita impetuosidade.

Viver o motociclismo é mais que rejuvenescer, é voltar no tempo e voltar a ser criança.

Que legal é participar dos movimentos motociclísticos, seja num encontro de motos, numa viagem a passeio, numa moto aventura, etc.

E mais gostoso ainda é você ver imagens como estas, quando voltamos a ser crianças novamente e esquecemos todos os problemas e intempéries do nosso dia a dia.

 

Até a próxima