NOVA TRIUMPH TIGER 800 e 1200 CHEGAM AO BRASIL

05/06/2018 23:29

Bigtrails inglesas receberam atualizações que vão desde motor mais potente, passando por alterações na ergonomia e mais tecnologia embarcada

 

A nova geração das Triumph Tiger – 800 e 1200 cc – acaba de desembarcar no Brasil com diversas novidades. Ambas já estão disponíveis nas concessionárias da marca com preços iniciais de R$ 43.190 para a Tiger 800 XR e de R$ 60.090 para a Tiger 1200 XR.

O modelo 2018 da Tiger 800 teve seu visual repaginado com acabamento mais refinado, novos grafismos e carenagens laterais. O motor de três cilindros em linha, 800 cm³, DOHC e refrigeração líquida teve sua massa otimizada para girar mais livremente e ganhou um novo sistema de escapamento, mas o desempenho não mudou: 95 cv de potência máxima. Destaque para a primeira marcha mais curta, o que melhorou as arrancadas com a bigtrail e o controle no fora-de-estrada.

Houve também alterações na ergonomia e a Tiger 800 ganhou uma eletrônica mais avançada, com destaque para o novo modo de pilotagem “Off-Road Pro”, que desativa os freios ABS e o controle de tração para andar na terra. Os modelos XC tiveram seu guidão recuado em 10 mm. E a Tiger 800 ganhou novos defletores de ar e o para-brisa agora pode ser ajustado em cinco posições, mesmo em movimento.

Já as mudanças no modelo de 1200 cc foram maiores. A começar pelo nome: a Triumph abandonou o “sobrenome” Explorer e agora a chama apenas de Tiger 1200. Depois o motor, que recebeu volante e virabrequim mais leves e, de quebra, ficou mais potente: passou de 139 para 141 cv. Outras alterações fizeram com que a Tiger 1200 perdesse até 10 kg em algumas versões.

As diversas versões ainda ganharam tecnologia de ponta, como faróis adaptativos, que se acendem conforme a inclinação da moto nas curvas. Outras novidades que ampliam o conforto em longas viagens são os novos comandos, mais ergonômicos e fáceis de operar, além da ignição keyless, com chave de presença. Conheça os preços e as características das novas versões: são seis versões da Tiger 800 e outras três do modelo de 1200.

Tiger 800 XR - R$ 43.190:

Versão de entrada do modelo, a XR tem rodas de liga-leve (aro 19 na dianteira e 17 na traseira) e suspensão Showa sem ajuste. O painel ainda é de LCD e há apenas um modo de pilotagem (Road) disponível, que ajusta o controle de tração e o freio ABS, que pode ser desligado.

Tiger 800 XRx - R$ 48.890:

Com a mesma configuração ciclística que a XR, ou seja, rodas raiadas aros 19 e 17, mas pinças de freio Brembo na dianteira, a XRx tem acabamento mais refinado, com iluminação diurna e piscas em LED, mas farol com lâmpada halógena. Ela ainda tem protetores de mão de série e para-brisa ajustável com defletores. A grande novidade é o painel digital com tela TFT de 5'' (com um tema e três estilos) e um pacote eletrônico mais completo. São quatro modos de pilotagem, incluindo o "off-road", que desabilita o ABS traseiro e permite derrapadas controladas na terra. A XRx ainda conta com piloto automático (cruise control) e aquecedores de manopla. A XRx Low Seat tem o mesmo preço e a mesma configuração, porém assento e suspensões mais baixos com altura que varia entre 760 e 780 mm.

Tiger 800 XRt - R$ 54.890:

Top de linha entre as Tiger de rodas de liga-leve, a XRt tem toda a iluminação em LED, inclusive faróis auxiliares, e comandos retro iluminados. O painel de TFT com tela colorida de 5'' tem dois temas e seis estilos diferentes. Na parte ciclística, a suspensão dianteira Showa oferece ajuste no retorno e compressão; enquanto o monoamortecedor traseiro apenas na pré-carga, como nas outras versões. A parte eletrônica tem tudo e um pouco mais: cinco modos de pilotagem, sendo que um deles, o "Rider", é totalmente personalizável. Entre os itens de conforto e praticidade, a XRt conta com cavalete central de série, além de bancos (piloto e garupa) aquecidos.

Tiger 800 XCx - R$ 51.390:

Não há mais uma versão de entrada dos modelos XC, que se caracterizam por ter rodas raiadas de 21 polegadas, na dianteira, e 18'', na traseira. A versão XCx, portanto, já vem bastante equipada, com iluminação diurna em LED, para-brisa ajustável e aquecedores de manopla. O painel é de TFT com tela colorida e o pacote eletrônico oferece cinco modos de pilotagem, incluindo o novo "Off-Road Pro", que desabilita os freios ABS e o controle de tração para acelerar na terra. Piloto automático, computador de bordo, entradas de força (12V e USB) completam a lista de comodidades. Há ainda barras de proteção do motor em aço, protetor de cárter em alumínio e protetores de mão em plástico rígido.

Tiger 800 XCa - R$ 54.890:

Trata-se do modelo mais completo da linha 800. Tem tudo que a XCx tem, mas o farol também é de LED assim como a iluminação auxiliar. Ela traz protetor de radiador em alumínio e cavalete central, além de bancos aquecidos. A parte eletrônica conta com o modo "Rider" personalizável, além dos outros cinco. Feita na medida para quem vai fazer uma longa viagem.

Tiger 1200 XR - R$ 60.090:

A versão XR da Tiger 1200 tem rodas de liga-leve com novo desenho e ficou 2 kg mais leve do que a geração anterior. Seu painel ainda é de LCD e a luz de posição é halógena, mas os faróis têm LED. Na parte eletrônica oferece apenas três modos de pilotagem, sendo Rain, Road e Off-Road. Os modos controlam os freios ABS e o controle de tração, além da resposta do motor. Na parte ciclística, suspensões WP ajustáveis e freios Brembo, na dianteira, e Nissin, na traseira. Uma versão de entrada da família de 1.200 cc com um preço acessível, porém somente equipamentos básicos, como cavalete central, tomadas 12V e USB, piloto automático e para-brisa com ajuste elétrico.

Tiger 1200 XCx - R$ 73.190:

A versão intermediária, XCx, já traz rodas raiadas com aros centrais e pneus sem câmara. Ficou 5 kg mais leve que a anterior e conta com faróis e iluminação diurna em LEDs. O painel tem tela colorida de TFT e computador de bordo. Na parte ciclística, destaque para as suspensões ajustadas eletronicamente e as pinças de freio monobloco da Brembo na roda dianteira. O pacote eletrônico é bem mais completo, com cinco modos de pilotagem, incluindo o "Off-Road Pro". Há sensor de medição inercial que ajuda o controle de tração e os freios ABS a atuarem com mais precisão. A grande novidade fica por conta do sistema "keyless", ou seja, a chave de presença que permite dar partida sem ter que inserir a chave no miolo de ignição - aliás, nem há miolo de ignição. A XCx vem com protetores de mão em plástico, protetor de cárter em alumínio, cavalete central e manoplas aquecidas.

Tiger 1200 XCa - R$ 83.490:

Versão mais cara e equipada da nova Tiger 1200, a XCa tem tudo e mais um pouco. Os faróis em LED são adaptativos, ou seja, acendem de acordo com a inclinação da moto nas curvas e ela tem iluminação auxiliar. Destaque também para o novo sistema "shift-assist", que permite reduzir ou subir as marchas sem o uso da embreagem. A eletrônica tem seis modos de pilotagem, com a adição do "Rider", que pode ser personalizado. Exclusivo na XCa é também o sistema de auxílio para partida em subidas, o tal Hill Hold Control, que ajuda a arrancar em aclives mais íngremes, como nos SUVs de luxo.

Mesmo com barra protetora do motor, grade no radiador e protetor de cárter, a versão XCa ficou 10 kg mais leve que a geração anterior. A lista de acessórios é grande, mas vale destacar o sistema de escapamento completo da Arrow, revestido em titânio e fibra de carbono.

 

 

Fonte: Arthur Caldeira/ Infomoto/Mototour